Ação ocorreu com o intuito de conscientizar funcionários sobre o uso de substâncias licitas e ilícitas

Gramado

Com o objetivo de realizar um trabalho de prevenção, o Centro de Reabilitação Emanuel Região das Hortênsias – CRERH promove há alguns anos, atividades e ações em escolas, empreendimentos e instituições.

Desta maneira, na tarde de quarta-feira (27), acolhidos que realizam tratamento para dependência química na entidade apresentaram uma peça de teatro para colaboradores do Hotel Serrano dentro da Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (SIPAT). A peça intitulada como: Prevenção e Segurança do Trabalho durou cerca de 15 minutos e mostrou a história de um alcóolatra que trabalha em uma empresa de marcenaria. Em diversos momentos, o colaborador chegou atrasado no trabalho, chegando direto de uma festa, sem o uniforme, sem os EPI´s (Equipamentos de Segurança no Trabalho) e sob o efeito de substâncias, fatos que culminaram com um acidente de trabalho, assim como com a interdição do empreendimento devido à falta de fiscalização e atenção da empresa. “A questão de um funcionário com problemas de alcoolismo e drogadição afeta tanto a pessoa que faz o uso, quanto o bom andamento da empresa. Então é necessário realizar um trabalho de conscientização e prevenção”, enfatizou Fabiano Watzlawick, Diretor Interno do CRERH.

Além da peça teatral, a Assistente Social do CRERH, Elisiane Fruett apresentou uma reflexão sobre a dependência química falando detalhes do programa terapêutico do Centro de Reabilitação, assim como os malefícios das drogas licitas e ilícitas. “O CRERH vem transformando a vida de muitas pessoas há mais de 20 anos por meio de seu programa terapêutico e para muitos será apenas uma peça de teatro, mas para outro uma luz no fim do túnel”, destacou Fruett.

Acolhido no CRERH há pouco mais de onze meses, Danúbio Loesch, 45 anos apresentou o testemunho de sua vida ao público. “Tive problemas com drogas dos 14 aos 44 anos e só consegui uma recuperação e retomar minha vida após ser acolhido no CRERH. Quero, por meio do meu testemunho, ajudar outras pessoas que passam pelo que eu passei, pois hoje sei que podemos enxergar a vida com outros olhos”, relatou.

 

Credito das fotos: Mateus Fontana