GRAMADO

Com o objetivo de promover o autoconhecimento, na tarde de sexta-feira (1º), acolhidos do CRERH participaram de uma atividade diferenciada. Na oportunidade, a Assistente Social da entidade, Elisiane Fruett realizou um encontro intitulado como: Grupo Socioeducativo.

Por meio de uma dinâmica, os acolhidos produziram a sua bandeira pessoal despertando assim o autoconhecimento, autodesenvolvimento, criatividade, comunicação, flexibilidade, dentre outros aspectos.

A atividade teve o foco nas pessoas que buscam um tratamento, pois conforme Fruett, uma bandeira representa um país, estado, cidade e significa a história destes. “Propus uma reflexão para os participantes, pois o autodesenvolvimento passa primeiro pelo entendimento de que se desenvolver implica em romper laços e amarras nas dimensões físicas, emocional, mental, social ou espiritual”, destacou a profissional.

Segundo ela o processo de recuperação passa pela busca pessoal. “Todo o desenvolvimento exige que rompamos com um padrão já adquirido, para adotarmos outro, que é novo e que é uma etapa natural da evolução humana”, concluiu.

 

Fotos: Mateus Fontana